RETORNO

AMADOS! DEPOIS DE UMA PARADA ,RETORNAMOS REVIGORADOS E CADA VEZ MAIS CERTOS EM CONTINUARMOS NOSSA APRENDIZAGEM.NESSE PERÍODO SOMENTE FORAM POSTADOS MENSAGENS EM NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK,NA QUAL PARTILHAMOS ASSUNTOS TÃO RELEVANTES NESSE MOMENTO DE TRANSIÇÃO!VAMOS EM FRENTE QUERIDOS EM NOSSA CAMINHADA COM AMOR ,LUZ,FÉ E DEUS EM NOSSOS CORAÇÕES! NAMASTE

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

DUAS TERRAS, DUAS REALIDADES!!! - Mensagem da Confederação sob o comando de Arcanjo Miguel (Ashtar Sheran)

DUAS TERRAS, DUAS REALIDADES!!! - Mensagem da Confederação sob o comando de Arcanjo Miguel (Ashtar Sheran)
 



Confederação de Povos Intergalácticos, 
sob o Comando de Arcanjo Miguel.

"Imaginem dois planetas juntos, sobrepostos um ao outro,

permeando-se, sendo que um é mais denso e outro é mais sutil. Isto é o que está acontecendo com o planeta Terra. As camadas mais densas se encontram aglutinadas por dentro e as camadas mais sutis estão expandidas ao redor. Quando se fala em velha Terra, é sobre isso que se fala. O que se vê, de fora, é grande movimentação de Seres Humanos se deslocando em direção às camadas mais sutis.
O grande objetivo no momento é fazer com que o maior número de pessoas tome consciência disso e que possam se estabelecer na Terra que se forma, mais sutil, pois possui vibrações mais elevadas. Cada uma dessas Terras possui uma realidade específica e, ao mesmo tempo, distintas entre si.

Qual é diferença entre a velha Terra e a Nova Terra?
Numa delas se vê guerras, discórdia, doenças e, principalmente, falta de Amor. Na outra, a realidade que se impõe é a realidade Amorosa, Comunitária, onde o Divino se apresenta com maior intensidade. Nesta Nova Terra não existe dualidade, não há Paz versus guerra, Amor versus ódio, Saúde versus doença, etc. Na Nova Terra há apenas o constante prazer em estar encarnado, com União entre os Povos e a sensação de Unidade com o Deus/Deusa, Criadores deste Universo. A realidade da Terra mais sutil está acima, onde a Perfeição Divina se impõe sobre a dualidade.
Deixando ir a velha Terra!
Quando vocês se estabelecem na Nova Terra a realidade se manifesta com mais perfeição, os sentimentos de Amor, de Unidade e de Comunhão com o Divino são parte integrante de cada aspecto do Ser. Tenham a intenção de se estabelecer na camada mais sutil do planeta.
Isto será como subir alguns degraus de uma escada.
A única questão é que para subir esses degraus, vocês terão que deixar para trás os sentimentos, hábitos e atitudes mais densas. Terão que se envolver em Amor e senti-lo como se vocês fossem feitos de puro Amor e realmente vocês são puro Amor. Estabelecer-se na Terra mais sutil significa sintonizar o seu Ser com as vibrações da nova realidade, acima dos degraus.
O que acontece quando me coloco na Nova Terra?
Em termos práticos, poucas serão as mudanças percebidas. Vocês estarão na mesma casa, com a mesma família, o mesmo trabalho! Porém, perceberão que a densidade da velha realidade não mais os atingirá.
Por exemplo: se vocês estão numa cidade, zona de conflito, ao subirem para a Nova Terra o conflito poderá até continuar a existir, mas vocês estarão fora dele. Tenham a intenção de estabelecer-se na Nova Terra e verão todos os seus problemas desaparecerem.
Eliminem os sentimentos negativos e densos referentes a qualquer situação.
Neutralizem-se em relação aos problemas, preencham-se de Amor e subam os degraus.

Como acesso a realidade da Nova Terra?
Simplesmente tenham a intenção e isto acontecerá como num passe de mágica! Resultado: a poluição, a seca, a guerra, os conflitos, etc., não mais os atingirá, desde que vocês permaneçam acima!
Posso levar outros comigo?
Saibam que quando vocês sobem, levam outros com vocês a partir do Amor que irradiarão a eles, naturalmente. Muitos serão contaminados por suas vibrações amorosas. E assim, num efeito cascata, muitos se beneficiarão do seu esforço de subida.
As duas Terras irão se separar?
Haverá um momento em que as duas Terras se separarão definitivamente. Mas isto não será sentido por vocês. É um processo natural, indolor e sem traumas. Simplesmente as realidades se separam! Cada qual inexistirá para a outra e cada qual seguirá o seu caminho rumo à própria evolução.
Nada há a temer!
Uma realidade se tornará invisível para a outra e não há o que temer. Sem catástrofes, sem perdas irreparáveis, sem dificuldade alguma! Portanto, tenham essa imagem em mente e comecem a intencionar.
O Eu Superior de cada um de vocês irá lhes mostrar a direção do que deve ser feito.
Durante algum tempo vimos uma grande movimentação horizontal quando vocês iam se colocando em cidades diferentes, procurando seus devidos lugares para ajustar-se às novas vibrações que iam chegando. Vocês agora se encontram exatamente onde devem estar e o movimento agora não é mais horizontal. O movimento é vertical, ou seja, permanecer onde se está e apenas subir o degrau rumo à Nova Terra.
Isto é o que temos hoje para vocês:
A Nova Terra é a parte do planeta que recebe mais Luz.
Nela se instala a maior Perfeição.

Intencionamos que todos vocês estejam nela! Amorosamente lhes abençoamos,
Confederação de Povos Intergalácticos,
sob o Comando de Arcanjo Miguel.

Fonte: http://animamundhy.com.br/blog/duas-terras-duas-realidades-uma-mens...
Publicado em:http://comandoestrelinha.ning.com/group/comandoestelar/forum/

Postado por Ibiatan Upadian às 03:56
Fonte: http://ensinamentos-das-pleiades.blogspot.com.br/2012/08/duas-terras-duas-realidades.html?utm_source=BP_recent

MA ANANDA MOYI - 18-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS


MA ANANDA MOYI - 18-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS

Nota MM: Tomamos a liberdade em colocar essa nota para dividirmos com todas as Sementes que se servem aqui no MM uma breve e pequena observação da tradutora enviada diretamente para nós acompanhada dessa tradução:
"Esta mensagem está maravilhosa. Enquanto a traduzia lembrei, diversas vezes, dos últimos episódios no MM, dos afastamentos, das críticas e tudo o mais.Esta mensagem, não é só a Cereja do bolo, nem a Cerejeira, mas é uma plantação de Cerejeiras Floridas. Desfrutem com muito Amor."
À prontidão, carinho e muito Amor nesta tradução, nós rendemos muitas Graças em nome de todas as Sementes à tradutora Ligia Borges.


Eu sou MA ANANDA MOYI.
Irmãos e Irmãs em humanidade, recebam e acolham a Paz e o Amor. Eu venho me exprimir como Estrela AL e também como organizadora do Manto Azul da Graça.
Venho falar-lhes do Presente do Amor e, através de minhas frases, espero que isso chamará, em vocês, uma melhor clareza em relação ao que vocês desejam viver, em relação ao que vocês desejam estabelecer.
Nós todos sabemos que todos os nossos Irmãos e Irmãs, sobre esta Terra, buscam o Amor e que qualquer caminhada dita espiritual tem por objeto o Amor. E mesmo toda caminhada, em meio à vida, mesmo visando a satisfação das coisas as mais materiais, definitivamente, não é justificada senão pelo Amor, mesmo se muitos aí se arranjam mal.
O Amor se vive, não se define. Mas, no entanto, é possível dar-lhes os elementos do que ele não é. O verdadeiro Amor, o Amor Vibral não pode em nenhum caso vir de um passado, ou se projetar em um futuro, porque então não é mais o Amor.
O Amor está apenas no instante presente, despojado de todo passado e de todo futuro, de todo desejo. Então, é claro, todos, quando estamos encarnados, buscamos o Amor de diferentes maneiras, o mais frequentemente projetando nossas próprias falhas, que seja em uma relação amorosa, que seja para nossos antepassados, descendentes, nosso trabalho.
Em definitivo, nós não fazemos senão buscar o Amor. Mas, o mais frequente, nós não o buscamos ali onde ele está porque o Amor não pode jamais estar na razão. O Amor não pode jamais ser razoável ou então não é o Amor.
O Amor não se pode vivê-lo de outra forma senão no presente, na magia do instante presente. E esse Amor Vibral não depende de nada além do que todos nós somos, além de nossas projeções, de nossas falhas.
E posso dizer também que o Amor é um Presente porque é a mais bela das coisas que vocês podem viver. Então eu os chamo a se definirem e a se situarem porque o Fogo Celeste, assim como chamou MIGUEL, é Amor.
Ele vem restituí-los a vocês mesmos. Ele vem restituí-los à sua Eternidade, à sua Alteridade e a essa Indizível Alegria que eu já tive ocasião de exprimir, numerosas vezes, entre vocês.
O Amor se autossustenta dele mesmo. Ele não depende de nenhuma circunstância, de nenhuma satisfação de qualquer desejo que seja. Ele nasce em vocês e ele nasce de vocês, em seu Templo, em seu Coração. O Amor é Graça. Ele é florescência e plenitude.
E a fonte do Amor, é claro, não pode ser senão você mesmo. Todo Amor que não nasce de você mesmo, por você mesmo e em você mesmo, não é o Amor, mas sua falta.
Então é claro, tendo esquecido nossa própria natureza quando encarnamos, nós temos tendência a criar um amor que se projeta através das ligações, quaisquer que sejam, através de algo que nos agrada. Mas esse amor não é o Presente do Amor porque ele se situa na satisfação de alguma coisa. Ele se situa em um projeto. Ele se situa no estabelecimento de um objetivo.
Esse objetivo sendo, por natureza, deslocado no tempo ou, em todo caso, na perpetuação do que é vivenciado no instante presente, é, portanto dependente do tempo, que isso seja para um filho, uma profissão, uma relação amorosa.
As diferentes experiências que vocês talvez puderam viver tem-lhes feito se aproximarem da natureza do amor que não depende de nada mais do que todos nós somos. É desse Amor que eu falo.
E esse Presente de Amor é o mais belo dos presentes que vocês possam se conceder na condição, é claro, de não vê-lo em outra parte senão no instante presente, em outra parte senão na Alegria e no Samadhi.
O que quer dizer, por dedução, que todo amor humano, que todo amor que vocês projetam sobre um objeto, sobre uma ocupação, em definitivo, não é verdadeiramente o Amor.
Nós lhes exprimimos durante todos esses anos que o Amor era o Fogo do Coração, que era uma Vibração e que era um estado não ordinário embora não extraordinário. Não ordinário porque a maior parte de nós perde a realidade.
Portanto, o que eu quero fazê-los interrogar, é se perguntarem realmente qual é sua meta, qual é seu objetivo, além das lembranças, além das memórias.

Qual é seu motivo?
O que vocês buscam?
O que vocês esperam?

Qual é seu motivo?O que vocês buscam?O que vocês esperam?
Geralmente o Amor é um ideal. Mas então esse ideal jamais atingido vai tentar ser aproximado pelos conhecimentos, pelas práticas. O que quer que vocês façam, o que quer que vocês empreendam, se isso não está instalado no instante presente, não pode haver Amor. Não pode haver senão desejo, projeção e fuga. Fuga de quê? Justamente desse Amor.
Porque esse Amor, que é o verdadeiro Amor, não dependerá jamais das satisfações desta vida que nós temos experimentado. Ele não dependerá jamais de um filho, de um familiar, de uma ocupação ou de qualquer satisfação.
O Amor não é simplesmente um prazer: ele é, lembrem-se, o que nós somos. E viver isso, uma vez, em totalidade, não pode jamais fazer de vocês alguém que era como antes ou como na véspera, mas um novo homem ou uma nova mulher. E o que vem é, realmente, Amor.
Muitos de vocês têm vivido experiências, que seja no Fogo do Coração, com o Manto Azul da Graça ou com a Onda da Vida, que os têm conduzido a viver os Samadhis ou os Êxtases, ou mesmo Shantinilaya, assim como eu exprimi.
Então, o que vocês querem? Ser esse Amor ou vocês querem possuir esse Amor? Isso não é verdadeiramente a mesma coisa. Qual é seu objetivo? Quem são vocês?
Mais do que nunca os elementos que se mobilizam, em vocês, como sobre a Terra, vão levá-los a se colocarem e a colocar a vocês essa questão e não para aí colocar um resposta toda feita (resultado de suas cogitações), mas sim para situá-los através de sua Vibração ou de sua consciência.
Retenham que o Amor não poderá jamais ser amanhã e muito menos ontem. Ele só pode ser quando vocês estão liberados, justamente, do ontem e do amanhã.Em definitivo, nós lhes temos dito: há somente o medo ou o Amor.
Como vocês querem ser Amor se vocês estão no medo? Como vocês querem reivindicar essa procura de Amor (que é o que todos nós somos) e deixar um medo qualquer aparecer?
O Amor não conhece o medo. O medo não conhece o Amor. Eles estão muito exatamente em oposição porque o medo é resultado do passado. Ele é resultado de um receio do futuro. Enquanto que o Amor não conhece nem passado, nem futuro.
Isso está bem longe, é claro, do amor tal como todos nós podemos defini-lo em nossas relações, em nossas interações, em nossas ocupações.
O Amor não é uma satisfação. O Amor não é um objetivo. O Amor é o que nós somos, realmente.Então, como nós lhes dissemos, é ou o medo, ou o Amor. E, cada vez mais, isso vai lhes aparecer como a única verdade possível.
Todo o resto, todos os conhecimentos, toda a história, todas as buscas são vãs porque nenhuma busca poderá fazê-los descobrir o Amor. Então, é claro, o humano, em um corpo, é muito forte em imaginar e crer que o amor vai vir do exterior, que se vai conquistar o Amor, que ele é resultado de um conhecimento, qualquer que ele seja. É falso.
Mais do que nunca vocês vão verificá-lo por vocês mesmos. O Amor não pode nascer de outra coisa senão do que vocês São e esse Amor se traduz pelo que eu chamei Shantinilaya.
É claro, as experiências do Samadhi e dos diferentes Samadhis os fazem se aproximarem disso, de maneira mais ou menos intensa e com mais ou menos acuidade. Mas vocês não podem pretender ser Amor e ser medo. É um ou o Outro. Vocês vão constatá-lo por vocês mesmos.
O Amor não tem necessidade de qualquer justificativa, de suas vidas, de seus objetivos ou de suas histórias. O Amor é independente de qualquer história, de qualquer projeção: ele nasce de vocês mesmos e por vocês mesmos.
Dito de outra forma, há somente vocês que podem atravessar essa porta e para isso, efetivamente, é necessário se Abandonarem, Abandonar o Si. Quaisquer que sejam os critérios morais ou sociais que vocês possam adotar em suas relações, se vocês não se Abandonam, vocês não podem viver o Amor. 
Vocês projetam o Amor, mas vocês não o vivem. Assim, os testemunhos são incontáveis. Que seja, como eu disse, pela Onda da Vida ou Pelo Canal Mariano ou pelo Fogo do Coração, tudo isso são convites para ser Amor.
O Amor não é ser gentil com as pessoas que os rodeiam. O Amor não é estabelecer relações que vocês possam qualificar de justas, pois elas podem ser muito injustas, exatamente, para aqueles que estão diante de vocês.
E o Amor, ele será sempre justo e ele não depende de nenhuma de suas concepções, de suas ideias, de seus pensamentos. É um estado: essa Infinita Presença, essa Última Presença, esse Samadhi e essa Paz extraordinária que eu demonstrei em minha vida porque eu era Amor.Então é claro, aqueles que não o vivem podem qualificar isso de heresia, de estupidez e, de seu ponto de vista, eles terão razão porque de fato vocês não podem julgar pela medida do que vocês vivem e somente disso. Portanto, se vocês não vivem o Amor, se vocês estão instalados no medo, vocês vão chamar isso de uma ilusão, algo que é inacessível, algo que não lhes concerne.
As circunstâncias deste mundo, como vocês o sabem e o vivem, são particulares. Vocês chegam ao fim de um ciclo. No Oriente, nós chamamos isso a Kali Yuga que vai ser substituída pela Satia Yuga, uma outra dimensão que não tem nada a ver com o medo, que não tem nada a ver com algo a buscar. Porque a Satia Yuga é a Idade do Ouro. Ela é multidimensional. É o retorno à Unidade, à Plenitude, que não depende, exatamente, de nenhuma circunstância, de nenhuma privação e, sobretudo de nenhum medo.
Então, não julguem, quaisquer que sejam os elementos que tenha a viver esta Terra, a mesma coisa pode ou gerar o medo, ou estabelecê-los no Amor. Porque, como isso foi dito, o que se passa fora se passa dentro e não há fora, não há dentro, para o Amor. Ele está aí, ou ele não está aí. E isso não é uma punição. Não há distância senão aquela que vocês podem colocar entre vocês e a Verdade.
As circunstâncias deste mundo, pelo fato da liberação da Terra e do Sol, os Liberam também. Mas ser Liberado, é antes de tudo, ser liberado dos medos e do medo, das ilusões, do conjunto dos apegos, porque o Amor é Livre e Liberdade. Vocês não podem estar apegados ao que quer que seja e ser Amor.
Para vocês saberem. Para vocês verem. Não com o olho do intelecto, mas profundamente: com o olho do Coração.
Qual é seu objetivo? Não amanhã, mas aí, agora, imediatamente.Vocês se consideram ser a consequência de seu passado, de seus traumatismos, de suas feridas? Vocês estão submetidos a isso?Aí, no instante presente, há somente o Amor.Reflitam sobre isso. Não simplesmente com sua cabeça, mas aí, em seu Coração.
O que é que se opõe, agora, a ser esse Amor senão suas próprias viagens no passado ou no futuro?
Se vocês se abstraem do que vocês creem, se vocês se abstraem de sua pessoa, então o Amor está aí, mais do que nunca. Através de nossos contatos, nós lhes oferecemos isso. E vocês oferecem isso. Porque nossas Comunhões não são simplesmente experiências sensacionais ou extraordinárias, mas bem mais, a possibilidade de abandonar toda ilusão, todo sofrimento e todo medo.
Então é claro, a pessoa que vocês são vai lhes dizer: “mas, há obrigações, há experiências que têm sido vivenciadas ou que são para viver, há medos”. Vocês são isso? Cabe a vocês verem. Mas vocês não podem ser o medo e o Amor.
O tempo das experiências está concluído. Muitos de vocês tiveram a oportunidade de provar as Vibrações, a Luz Vibral, o Fogo do Coração, o despertar das Coroas, a Onda da Vida, o Manto Azul da Graça. Mas lhes é necessário agora se posicionarem e isso, de maneira irremediável, definitiva e total.Esse é o Apelo da Luz. Ele não vem obrigá-los ao que quer que seja.
Esse Apelo, que precede o Apelo de Maria, vem apenas lhes pedir para vocês iluminarem vocês mesmos. Além de qualquer comunicação com seus Irmãos e suas Irmãs, além de qualquer de suas relações.
Lembrem-se: nós repetimos muito frequentemente que vocês São Amor.Então o que é que pode se opor para viver o que eu vivenciei em minha última encarnação? O medo. Não há outro elemento.
O medo da perda. O medo do desconhecido. O medo de viver sofrimentos. Não há nada mais do que isso. Mas esses medos não estão inscritos no instante presente. Eles apenas traduzem o que vocês nomeiam memórias ou projeções que não podem vir senão da personalidade e não do que vocês São.
Então é claro, enquanto vocês não tiverem vivenciado, isso parece inapreensível, totalmente longe de suas vidas em encarnação. E o mental encontrará sempre desculpas para dizer que vocês não são dignos, que há muitas feridas, muitos pesos, muitos medos, muitas interferências. Mas são falsas desculpas.
O Apelo da Luz, o Apelo de nossas Presenças, vai se tornar tão intenso e tão denso que vocês não poderão mais fingir nos ignorar ou fingir nos buscar enquanto nós já estamos em vocês.Mais do que nunca a vida, aqui mesmo, sobre a Terra, vai lhes pedir para se declararem; medo ou Amor. Paz ou apreensão. Shantinilaya ou a raiva. Shantinilaya ou a dúvida. Shantinilaya ou fugir não sei para onde.
Todas as circunstâncias de suas vidas, quaisquer que elas sejam, são destinadas somente a colocá-los face a isso.
Eu os lembro que o conjunto da humanidade, de nossos Irmãos e de nossas Irmãs quer eles o queiram ou não, serão Liberados, mas as circunstâncias dessa liberação serão profundamente diferentes e nós contamos com vocês enquanto Libertadores da Terra.
Não procurem compreender porque há medo. Não procurem saber de onde vêm esses medos. Eles fazem parte da encarnação, para cada Irmão, cada Irmã. Nós todos temos sido os mesmos, desde séculos, desde milênios, atados, justamente, pela privação do Amor.
Hoje, o Amor está aí. Portanto, cumpre somente a vocês não mais manterem, justamente a vocês mesmos, não mais acreditarem no que quer que seja, não mais buscarem o que quer que seja, mas de Serem esse Amor. Não pela vontade, não por uma compreensão, mas simplesmente saindo de todo passado e de todo futuro.
É claro, as circunstâncias deste mundo, nós não lhes escondemos, vão tornar-se muito particulares e nós sabemos todos também que é nos momentos às vezes os mais difíceis, que as resistências caem, que tudo o que nós mantínhamos, e que nos tinham, e que desaparecem, nos tornam Livres.
O Amor é Liberdade e não confinamento em um contexto. A Liberdade do Amor é o presente do Amor. Ele está aí. As Portas foram abertas. A Terra foi Liberada. O Sol foi Liberado.
Nós estamos cada vez mais próximos de vocês e nós estamos aí, justamente, para testemunhar o Amor, como vocês São o testemunho do Amor.
Tudo está em vocês, porque o mundo está em vocês, porque o criado está em vocês, porque eu estou em vocês. Mas para isso é necessário cessar de acreditar ser simplesmente essa vida, é necessário cessar de acreditar que vocês vão poder se alimentar de Amor mantendo simplesmente essa vida, mesmo no contexto de uma vida que vocês poderiam chamar bem preenchida em qualquer área que seja. O Amor não tem o que fazer de tudo isso.
O Amor preenche Tudo, na condição de esvaziar todo o resto, tudo o que é medo, tudo o que é o programa de vida de encarnação. Vocês todos sabem que vocês não são o que nasceu e o que morrerá um dia. Enquanto vocês acreditam que vocês devem capturar o Amor, vocês não são o Amor.
O Amor não se captura, ele é Livre e sejam vocês mesmos Livres.É claro, não há nem responsabilidade, nem culpabilidade, mesmo do que lhes foi exposto por alguns Anciãos, referente a essa Kali Yuga e esse confinamento. Mas, hoje, é necessário ousar, como disse o Comandante (ndr: O.M. Aivanhov), sair da prisão e não se sai da prisão de outra forma a não ser vendo a prisão.
O Apelo da Luz, o Fogo Celeste, O Apelo de MARIA, a Liberação da Terra e a Ascensão da Terra, não são nada além da tomada de Consciência da Liberdade, da Natureza Essencial do que É A Vida, quer dizer Amor e Luz.
Mas não o Amor e a Luz que vocês desejariam (através de um conhecimento ou uma prática), mas o Amor e a Luz que fluem naturalmente, sem nada buscar.
Shantinilaya está aí e em nenhuma outra parte. Shantinilaya não pode resultar de nenhuma busca e de nenhuma tomada de posse do que quer que seja. Isso, a Luz vem lembrá-los. O Fogo vem lembrá-los. Os Cavaleiros estão no trabalho em vocês, antes de qualquer coisa, uma vez que o próprio mundo está em vocês.
Do medo, resulta o julgamento. Do medo, resulta a condenação de vocês mesmos. Se vocês querem ser Livres, se vocês querem ser Amor, então deixem o resto Livre. Não há compromisso ou obrigação que manter em relação a esses mecanismos da Consciência. São somente falsos pretextos e crenças.
Enquanto vocês acreditam que são tributários de qualquer circunstância que seja, vocês não estão Livres e vocês estão no medo, mesmo se vocês não querem admiti-lo. Então, torna-se cada vez mais manifesto, e muitas vezes durante seus dias, há momentos em que o medo está aí e momentos em que não há mais medo.
Nesses momentos de Paz, em que o corpo não existe mais, em que o mental não está mais presente, a Verdadeira Liberdade está aí. É necessário abandonar o Si, abandonar-se à Luz, abandonar todos os medos. Enquanto vocês consideram que existe um medo, é que vocês o mantêm, mesmo se vocês fazem de tudo para se livrarem. Mas não se livra dos medos, encontra-se simplesmente o que se É, quer dizer o Amor.
E o Amor deve resultar da Transparência a vocês mesmos na Humildade, na Simplicidade a mais total. Enquanto vocês têm a vontade de manter alguma coisa ou alguém, essa alguma coisa ou esse alguém os segurará, um dia ou outro.
Ser Amor, é viver essa Paz Suprema, o que quer que vocês façam, o que quer que vocês digam. Não esqueçam que este mundo é um sonho, uma projeção da Consciência no exterior dela mesma e que nós todos temos (mesmo se nós somos Um), sobre este mundo, um sonho diferente, uma maneira de ver diferente e vocês não encontrarão jamais um acordo durável entre dois seres em uma família, porque os sonhos são diferentes.Mas o que sustenta o sonho é o Amor e o Amor não é um sonho.
Portanto olhem seus medos, admitam-nos, mas vocês não São isso. É isso que vem lhes dizer, com insistência, o Fogo do Céu, nossos contatos e nossas Comunhões. Nós estamos aí porque nós somos a prova viva do Amor, que vocês também São.
Portanto, mais do que nunca, o que quer que vocês façam nessa vida habitual e ordinária, façam com Amor, não no sentido de algo para fazer o bem ou para respeitar, mas bem mais porque o Amor é sua Natureza e nossa Natureza de todos, sem nenhuma exceção.
E lembrem-se que esse Amor é o mesmo, mesmo para aquele cujo medo leva a circunstâncias opostas ao Amor. É justamente a ignorância de sua própria Natureza que conduz a isso. E mesmo a ação mais terrível de um ser humano, não é, em definitivo, senão a falta de conhecimento do presente do Amor. Isso vai bem além do perdão, e ainda mais além de qualquer julgamento: é ver além da aparência, ver além da forma, ver além da história. É colocar a si mesmo na Transparência, porque sendo Transparente, não interferindo com o passado, com o futuro, com a pessoa que vocês desempenham sobre esta Terra, o Amor está aí.É tudo isso que se desenrola agora e que vai se desenrolar de maneira cada vez mais palpável para vocês.
Vocês não podem manter um apego e ser Amor. Vocês não podem manter uma ilusão e estar em Shantinilaya. Vocês não podem mentir a vocês mesmos nem mentir a ninguém. Aí está a Ressurreição, aí está essa Transubstanciação, ela não está em outro lugar.
O Amor não se pode apropriar nem prender, uma vez que é justamente o inverso: uma dádiva e uma restituição. Dádiva de si a si mesmo, além da pessoa e do Si, Transparência total. Nada a guardar para si e em si, nada prender e nada projetar.
A Inteligência da Luz, da qual nós temos falado, tornar-se-á sua evidência a partir do instante em que sua inteligência humana não interferir mais. Não há nenhuma obrigação, não há nenhuma justificativa que faça face ao presente do Amor, mas ainda uma vez, é vocês que decidem. Ninguém pode fazê-lo em seu lugar.
O que vem é o justo retorno da natureza das coisas, da natureza dos mundos, da natureza da Vida, da criação e do incriado. Nada além. Nenhuma ilusão poderá prender, nenhum efêmero poderá se manter, no presente do Amor. É a única questão que fica para se colocar. Não é mais uma escolha, mas um posicionamento: vocês São Amor, vocês realizam o que vocês São, ou vocês persistem no medo e nos apegos. Vocês persistem na satisfação dos desejos, de seus objetivos, ou então vocês São Amor.
E se vocês são o que vocês São, realmente, vocês constatarão, muito facilmente, que a Inteligência da Luz e do Amor não os impede de forma alguma de continuar a viver, até o momento em que a Luz e o Fogo Celeste farão sua obra, que os reconduzirá à Verdadeira Vida, aquela que não é efêmera, aquela que não depende de nenhuma causa, de nenhuma interrogação, de nenhuma história.
De maneira cada vez mais acentuada, seus dias e suas noites vão se preencher, preencher-se de contatos, preencher-se de Alegria, tão mais facilmente quanto vocês olham os medos que se distanciam, os apegos que desaparecem.
Vocês estão em um sonho coletivo e cada um tem seu sonho.Mas o sonho coletivo, como vocês o sabem, está ligado a um confinamento em que tudo foi pensado, regido em seu lugar e onde a palavra mestre é ausência de Liberdade.Porque definitivamente, vocês são Livres, sem Amor?
A única Liberdade é o Amor. A única Liberdade é Shantinilaya. Não há outra.O que quer que vocês realizem, com felicidade, vocês não estão Livres. O que quer que vocês tornem perfeito, vocês não estão Livres. Só o Amor dá a Liberdade, porque a Liberdade é Dádiva do Amor.
Então, bem além de minhas palavras, bem além de suas interrogações, de seus questionamentos, eu lhes direi: ocupem-se do essencial, quer dizer do que vocês São. Todo o resto decorrerá.
Não haverá mais espaço e lugar para o medo. Não haverá mais espaço e lugar para a menor interrogação.
A satisfação será permanente em meio à Infinita Presença e o Absoluto. Vocês viverão que vocês não São nem esse corpo, nem essa carne, nem essa pessoa, não os rejeitando, mas sim os aceitando totalmente.
Aí está a Ascensão, aí está o Fogo do Coração e o que ele vem realizar, com sua concordância. E isso é Alegria.
Ao contrário, a resistência à sua própria Natureza, a negação do Amor, através da manutenção de um poder, os remete ao medo.
A Autonomia, a Liberdade são o Amor, não é pelas circunstâncias de vida agradáveis ou desagradáveis. Não é ter a certeza de prever o que vai se passar amanhã, de ter o que comer, de ter um teto, porque tudo isso não dura. Mais do que nunca as circunstâncias inabituais desta Terra vão conduzi-los a vivê-lo.
Enquanto vocês quiserem prever o medo está presente. Enquanto vocês quiserem antecipar, o medo está presente.
O Amor é Dádiva e Abandono. Vocês não podem viver o Amor enquanto existe uma outra coisa além do Amor. Mas o Amor lhes permite viver tudo.
É esse o Apelo da Luz, o Apelo de Maria, o Apelo do Manto Azul da Graça e da Onda da Vida, que os conduz, talvez, para alguns, a viver estados de êxtase indizíveis. É a única escolha que é, eu os lembro, um posicionamento. Todo o resto é somente acessório e fútil, mesmo que esse acessório e essa futilidade devem também chegar a seu fim. Mas cabe a vocês definirem a prioridade e o que é importante e essencial para vocês.
O Fogo Celeste, logo que aparecer em seus Céus, será muito tarde para se colocar esse gênero de questão, esse gênero de interrogação. É agora que isso deve se realizar porque, como vocês o sabem, enquanto Ancoradores e Semeadores de Luz ou então enquanto Libertadores, pela Onda da Vida que vocês vivem, tudo isso se desenrolará agora para vocês.
O medo é resistência, é ilusão, porque está inscrito em meio ao efêmero, desse corpo e dessa vida.
O Amor é a Verdadeira Vida, além desta vida. O Amor não é uma sequência lógica de encarnações, ele é o que vocês São quando vocês são Livres.O Amor é a Liberdade.
Então para lhes dizer: Vocês são Livres? Vocês são Autônomos? Vocês Amam?Enquanto vocês não veem em cada outro (que seja seu filho ou o pior dos assassinos), a mesma coisa, não há Amor, há separação e há medo.
É um desafio porque, é claro, para muitos Irmãos e Irmãs encarnados, ter vivenciado algumas experiências pôde conduzir a um confinamento espiritual, como se vocês quisessem esconder sua Luz no interior de vocês.
Hoje, é tempo de abrir tudo isso, é tempo de não mais se apropriar, é tempo de tudo dar.Quando o Fogo Celeste estiver aí, vocês não poderão mais realizar isso, será muito tarde, mesmo que vocês estejam todos Liberados.
Eu lhes falei, há algum tempo, da alma, da atração da alma para a matéria ou para o Espírito. Eu lhes falei de Shantinilaya. Eu lhes falei de meu caminho que não é um caminho.
Lembrem-se de que não há caminho para o Amor, não há distância, cabe a vocês saber se vocês querem estar em coincidência, em adequação com o que vocês São, na Eternidade e não mais ser o que vocês creem ser no efêmero.
Então, seja alguns Anciãos ou aquele que intervém mais recentemente, sejam outras Estrelas, nós todos lhes temos trazido, cada um de nós, segundo nossa vivência, aproximações talvez diferentes, mas que levam sempre ao mesmo ponto, quer dizer ao Amor.
Vocês tiveram, como foi dito, o conjunto dos elementos, para viver, para Vibrar ou talvez para compreender, mas lhes é necessário ir, hoje, além de tudo isso, além da compreensão, além da experiência. É necessário se instalarem no que vocês São. É claro, para muitos isso pode representar uma espécie de luto.
A Ressurreição, eu os lembro, passa pela Crucificação, a perda e o Abandono de todas as ilusões, de todos os sofrimentos, de todos os medos, das histórias.
O Amor é Livre, ele não pode estar acorrentado ao que quer que seja ou a quem quer que seja. E, para isso, é necessário Amar o conjunto, não fazer diferença ou colocar distância entre seu próprio filho e o pior dos assassinos. O que não é uma concepção, nem uma maneira de ver, porque o amor é o mesmo, realmente.
Somente a moral, o medo, sua história pessoal, pode conduzi-los a crer no inverso ou a experimentar o inverso.
Então, como CRISTO disse: “Amem-se Uns aos Outros, como eu os Amei”, quer dizer na Liberdade, na Autonomia, no Respeito, além de qualquer noção social, moral ou religiosa. É necessário se liberarem de todos os pesos e de todos os grilhões, não os abandonando, mas os Transcendendo. E para isso, é necessário estar plenamente no instante presente. É necessário não depender de nenhuma circunstância, de nenhuma ligação, de nenhuma condição e isso vai se tornar cada vez mais fácil, a partir do instante em que vocês o aceitem.
Assim é o presente do Amor, porque o Fogo Celeste, como disse o Arcanjo MIGUEL É Amor e nada mais.
Somente o olhar efêmero pode aí ver, justamente, a destruição do efêmero.
Mas segundo aí onde vocês estão localizados, segundo seu olhar, segundo (como diria BIDI) seu ponto de vista, o mesmo acontecimento não será vivenciado da mesma maneira, mesmo se a conclusão é a mesma.
Ser Transparente, é Ser Amor, é não mais querer nada além do que ser isso, mesmo se todo o resto pode se conduzir ao seu fim. Não é o mesmo ponto de vista, ainda uma vez.
Lembrem-se que, nos tempo que vêm, o que quer que seus olhos lhes deem a ver, mesmo o mais terrível, o que quer que seu mental lhes dê a pensar, mesmo o mais terrível, tudo isso não são senão ilusões. Mas se vocês permanecem em uma ilusão, é claro que vocês a sofrerão e o medo estará ali. Mas se seu olhar é outro, se vocês tornam-se Transparentes, então vocês viverão a Paz e o Amor.
Eis o que eu tinha a lhes dar enquanto estrela AL. Eu deixarei lugar, para seu Alinhamento, com o arcanjo MIGUEL que estará de volta com vocês em acompanhamento.
Não se esqueçam que o Amor é Liberdade, não a liberdade que vocês planejam em relação às suas obrigações, mas a Liberdade que confere a Paz Suprema.
Permitam-me Comungar ao seu lado. Será a minha maneira de manifestar o Amor e a Graça em vocês.
Vivamos isso, se vocês o quiserem.
... Compartilhando a doação da Graça ...
Eu os amo.
Até breve

Mensagem de MA ANANDA MOYI no site francês:http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=155818 de agosto de 2012(Publicado em 19 de agosto de 2012)Tradução para o português: Ligia Borgeshttp://minhamestria.blogspot.com/

MIGUEL - 18-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS


MIGUEL - 18-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS


Áudio em francês.
Eu sou MIGUEL, Príncipe e Regente das Milícias Celestes. Crianças da Luz, instalemo-nos na nossa Comunhão.
… Compartilhamento do Dom da Graça …
Eu me apresento a vocês, neste dia, enquanto Cristo MIGUEL, Regente do Logos Solar, para vos exprimir, para além das simples palavras que eu vou pronunciar, o que é o Fogo Celeste e a sua ação sobre o humano.
Depois de três anos, passados a viver a Desconstrução, depois de ter escalado as nove Etapas, depois de ter descoberto o sentido e a Essência de quem vocês São, pela Vibração e pelo Absoluto, pela Graça do Manto Azul, pela Transmutação desse corpo, hoje, o encontro com a vossa Eternidade vai realizar-se.
O que vem é o Fogo Celeste. O Fogo, assim como vocês o puderem viver, como o Fogo do Coração ou como, talvez, o vivem em diferentes partes desse corpo humano, não tem nada do fogo tal como vocês o veem nesta Terra. O Fogo Celeste é Amor, o Fogo Celeste é Luz.
Ele vem vos permitir concluir o conjunto das vossas Núpcias e vos restituir àquilo que vocês São, antes desta encarnação e dessas encarnações, antes mesmo da existência deste mundo e das suas diferentes formas de vida.
O Fogo é um dos elementos primordiais trazendo e levando o Amor e a Luz, no seu sentido Vibral, no seu sentido Absoluto. Os Elementos, lançados e libertados, na superfície deste mundo, traduziram a possibilidade de refusionar o que vocês São, na Eternidade, com a vossa consciência de humano.
Este Fogo Celeste provém do que vocês denominam o Sol Central da galáxia, e onde este sistema solar estará alinhado dentro de pouco tempo. Muitos elementos (dados por nós mesmos, pelos Anciãos e pelas Estrelas) vos prepararam, de diversas formas, para viver o que vem.
O Fogo Celeste vem queimar não a vida mas a ilusão deste mundo, o Efêmero deste mundo. A Luz (não aquela que vocês percebem com os vossos olhos, mas a Luz do Coração e da Eternidade) é um Fogo devorador, consumindo toda a sombra e só deixando persistir a Eternidade e o Absoluto. Trata-se da fase final da Libertação deste sistema solar, na sua totalidade, reconectando-o com a Fonte, ao seu Sol Central de origem, assim como vocês mesmos.
O conjunto do que devia ser preparado e realizado, o foi. E o conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres rende graças, mais uma vez, pela vossa ação, a vossa obra, o vosso trabalho. O que vem, visível aos olhos de todos, sensível a cada corpo humano, corresponde à Libertação total da Consciência Una assim como do Absoluto.
Apenas o persistente, ao nível dos vossos Irmãos e Irmãs, em ignorar a Luz, poderá aí ver outra coisa que não a Luz. Este Fogo é Amor e exclusivamente Amor. Ele vem preencher a privação do Éter do qual a consciência humana foi objeto depois de numerosas dezenas de milhares de anos. As datas vos foram dadas por muitos povos primitivos (ao vosso olhar), por muitos povos antigos, por muitos monumentos, assim como por profetas entre os mais iluminados (pouco numerosos), tendo apreendido o sentido do Fogo Celeste sobre o humano.
Trata-se de uma regeneração total da Humanidade Una, do sistema solarUrantiano no qual vocês estão. A ação deste Fogo não necessita, da vossa parte, nenhuma intervenção, nenhum trabalho, porque isto é completamente natural e não necessita de mais nenhuma ação da vossa parte. Apenas a Paz, a Tranquilidade, a Alegria são os elementos importantes para acolher «aquele que vem como um ladrão na noite», acompanhado de um certo número de elementos Celestes e Terrestres. O Fogo vem Despertar e Libertar, pela graça do Amor, o que já foi libertado, na Terra como no Sol.
Resta, portanto, Libertarem-se a vocês mesmos, não pelos vossos atos mas antes pela aquiescência à vossa Eternidade. Muitos de vocês, desde há algum tempo (quer seja depois das Núpcias Celestes ou, mais recentemente, depois da Libertação da Terra e da Onda da Vida), vivem e sentem as premissas desta chegada.
O alinhamento galáctico, que ocorrerá no fim do vosso ano, permitirá esta Libertação efetiva, total, irremediável, definitiva e irrefutável. Não pode existir nenhum medo, nenhuma apreensão, para aquele que cultivou, em si, a sua consciência ilimitada e que apreendeu o sentido da Luz Vibral que vos era transmitida a partir do Sol Central desta galáxia, desde 18 de agosto de 1984. Hoje, este ciclo termina.
A Preparação foi rude, o trabalho foi eficaz, agora tudo está concluído. O melhor da vossa preparação consiste, portanto, em viver, de imediato, a instalação, rápida e fugaz, no seio do vosso próprio Choque da Humanidade, a título individual.
O apelo da Luz, pelas nossas Presenças ao vosso lado, vai se amplificar. Os sinais, Celestes e Terrestres, antecipam e anunciam o Fogo: os Sons do Céu e da Terra, a Presença da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres nos vossos Céus. Mais uma vez, isto não apela, da vossa parte, a outra coisa que não à Paz, à Alegria e à Serenidade.
As premissas, vividas por muitos de vocês nesse corpo humano (quer isso seja o que poderíamos nomear a obliteração da consciência ordinária, as manifestações Vibrais da Luz, os momentos de ausência da vossa consciência ordinária), mesmo se, nesse momento, não vos conduziram a viver o estado último nomeado Absoluto, tenham a certeza que vos conduzirá a vivê-lo, no momento que vem. Esta preparação, para além de todo o Alinhamento, para além de toda a meditação, visa fazer transcender e desaparecer os últimos elementos de apego ao que é denominado o Efêmero da vossa condição mortal.
O que vem é uma regeneração. O que vem é o vosso Renascimento, Ressureição, nas Dimensões Unificadas. Os sintomas vividos pelos vossos corpos, quaisquer que sejam, não são mais do que elementos participando na vossa Libertação última. Não há nada a preparar, na medida em que o trabalho que vocês realizaram, enquanto Ancoradores e Semeadores da Luz, encurtou o tempo da Tribulação à sua expressão mais simples.
Onde quer que vocês estejam na superfície desta Terra, as últimas barreiras, de medo, de descrença ou de crença, caem umas atrás das outras. Se vocês estiverem atentos ao que se desenrola, em vocês, nesse corpo humano efêmero no qual vocês estão, quer isso seja através das vossas experiências, múltiplas e variadas, não fazem senão uma coisa: é levar-vos à Morada da Paz Suprema.
Apenas os elementos de resistências ao Desconhecido (para aqueles que não são Absoluto) podem provocar, nesse corpo perecível, interrogações e dúvidas. Não deixem espaço para estas interrogações e estas dúvidas.
Quaisquer que sejam as gesticulações daqueles vossos Irmãos e Irmãs, em pânico, pela ação da Luz no seu efêmero, isso não deve, em nenhum caso, alterar-vos ou atrair a vossa atenção. Da vossa qualidade de Paz, da vossa qualidade de Alegria e de aceitação, resultará a facilidade da vossa Ascensão, quaisquer que sejam as modalidades. O que quer que se torne esse corpo, ele será espiritualizado e ele vos permitirá, qualquer que seja o mecanismo, serem Livres.
O que se passa, em vocês, passa-se no mundo. Os Elementos denominados Cavaleiros do Apocalipse, libertados nesta Terra, a partir de hoje, se libertam em vós, melhorando as vossas próprias percepções, as vossas próprias experiências, e os vossos próprios estados. A observação dos elementos, na superfície desta Terra, quaisquer que sejam os nomes que vocês empreguem na sua manifestação (quer isso seja o calor, quer isso seja a água, quer isso sejam os tremores da Terra, quer isso sejam os vulcões), não são senão a antecipação do Fogo Celeste.
Onde quer que vocês estejam, onde quer que vocês se situem, nenhuma ação nefasta destes Cavaleiros vos poderá atingir a partir do instante em que vocês se soltem, a partir do instante em que vocês se abandonem à Luz, aos elementos e ao Fogo. O Fogo não destrói nada.
Por oposição e no inverso do que vocês observam aquando das manifestações do fogo, nos vossos olhos de carne, sobre o que vive sobre a Terra, como os vegetais, na hora atual, não terão absolutamente os mesmos efeitos em vocês.
Com a antecipação deste Fogo Celeste, pela ação do fogo elementar da Terra, em vocês, vocês constatarão, por si mesmos, a ligeireza, a facilidade e um sentimento de Paz crescente. Se esta Paz não crescer, isso vos convida a olhar as resistências presentes em vocês e a olhá-las, da mesma maneira, a se evacuarem, de maneira natural. O Fogo é transmutação e transubstanciação.
A abertura, pelo Arcanjo METATRON, há um ano, da impulsão KI-RIS-TI, ao nível da Porta KI-RIS-TI, a abertura da Porta OD realizada pela ação do Manto Azul da Graça, tornando possível esta transubstanciação, sem nenhuma dificuldade. Apenas as resistências inscritas no seio da personalidade, da vossa história individual ou coletiva, podem representar um obstáculo, menor, a esta Ascensão.
Não existe nenhum elemento, nenhuma possibilidade, de se subtrair ao Fogo Celeste. Ninguém pode escapar porque o conjunto da Terra está Libertado. Apenas a vivência deste período, iniciando neste dia e vos acompanhando até ao alinhamento galáctico, pode ver se manifestarem, em vocês, os elementos de resistência, de medo ou de apreensão.
Não existe outra forma senão observar o que se desenrola, sem participar, de maneira nenhuma. Aqueles de vocês que realizaram o Abandono do Si, manifestado pelo impulso da Onda da Vida saindo pela cabeça, não poderão ser afetados de maneira nenhuma. Se vocês aceitarem, por sua vez, para aqueles que não são ainda Absolutos, realizar isso, agora, não restará nenhuma das vossas preocupações, das vossas memórias, das vossas interrogações ou das vossas dúvidas.
A Inteligência da Luz, e mais particularmente do Fogo Celeste, é tal que não existe nada, no seio desse corpo humano, como da vossa consciência limitada, ou da presença do Si, que possa apreender o alcance do que se desenrola. Apenas a ausência de procura de explicações, apenas o contato com a natureza, o contato com a vossa Natureza profunda (em meditação, ou outra), é capaz de vos dar a plena satisfação, a plena explicação, para além de todo o mental, do que é para viver.
Nenhuma data deve ser procurada, porque isso pode apresentar-se, para vocês, a título individual, a qualquer momento dos dias, das semanas e dos meses até ao fim deste ano. Existe, certamente, um certo número de elementos de preservação até ao momento desejável, e desejado por vocês, que não depende, de forma nenhuma, de vocês. Estes elementos são da lógica pura e simples.
A ação dos Cavaleiros sobre esta Terra desencadeia, neste mesmo momento, como vocês talvez o observem, modificações da consciência humana extremamente importantes, que vão do desregulamento o mais total, à Paz a mais total. Os mares, os vulcões, as terras e os ares se expandem e se expandirão cada vez mais, evidentemente, qualquer que seja a forma de olharem, qualquer que seja a consciência que tenham disso, qualquer que seja o vosso acordo, ou não.
O Fogo Celeste é Amor. Não é estritamente nenhum outro. Este Amor não apresenta nenhuma medida, nenhuma analogia com o que vocês poderiam denominar o amor, no sentido humano. O que vem representa, para vocês que, talvez, ainda não são Absoluto, o Desconhecido mais total.
A Humanidade será batizada pelo Fogo Celeste, Fogo de Liberdade e de Libertação. Eu acompanharei, visível aos vossos olhos, pela vinda de elementos denominados meteoritos e cometas. Eu anunciarei assim (para além da minha Presença ao vosso lado esquerdo), no céu, aos olhos de todos, os elementos que vêm para esta Terra. Lembrem-se, nesses momentos, e mesmo a partir de agora, que o que vem é Amor e Liberdade a mais total, a mais inconcebível para o mental humano, para a razão e para o intelecto.
Existe uma parte de vocês que já conhece isso, para além desse corpo humano, mas inscrita nesse corpo humano. Essa parte corresponde ao que vocês denominam (e o que foi denominado, em certos ensinamentos) o Fogo da Kundalini, o Fogo do Coração, hoje chamado Fogo do Éter. As partículas Adamantinas, em número cada vez mais importante, desencadearão, na vossa pele, mecanismos de percepções inéditas cada vez mais intensas.
Aceitando este processo, por avanço e por antecipação, vocês constatarão, por si mesmos, o efeito sobre a vossa consciência, o efeito sobre o que vocês São, na Eternidade, que vocês encontrarão, assim, de maneira quase definitiva. Nada mais deste mundo vos poderá atingir, nada mais do limitado desse corpo humano poderá alterar o que vocês São, para além da ilusão. A única preparação consiste portanto em observar o que pode resistir, o que pode opor-se, tanto em vocês como no exterior.
É, nesse momento, necessário e indispensável, simplesmente, observar e seguir o que eu denominaria as linhas de menor resistência, as linhas de facilidade, quanto às vossas deslocações, quanto aos vossos movimentos, tanto nesse corpo como sobre a Terra.
Os sinais, manifestados na vossa consciência, durante as vossas noites, durante as vossas meditações, os contatos conosco, cada vez mais prementes, pelo Canal Mariano, se tornarão cada vez mais flagrantes. Os sinais do céu serão também cada vez mais evidentes, fazendo com que num momento, ninguém possa mais ignorar, mesmo se ele o negar, o que está em vias de se passar.
Eu vos convido, portanto, a cultivar ainda mais a vossa Paz Interior, vos lembrando, pela mesma, noutros termos, o que vos disseram muitos intervenientes: vocês não São nem os vossos medos, nem as vossas dúvidas, nem esse corpo, nem essa carne, nem essa consciência. Aceitar isso é já um passo enorme, dado para encontrar a essência de quem vocês São. Não existe nenhuma outra forma e nenhuma outra alternativa senão viver isso.
Eu vos desejo que vivam em Paz, em Comunhão, em Fusão, em Dissolução. O Amor está à vossa porta. Ele vem bater à vossa porta, vos perguntando, simplesmente: «queres seguir-me?»«queres ser o que tu És?».
Como MARIA, depositária das chaves do Conclave, dos Anciãos e das Estrelas, está preparada, no momento apropriado - durante as oposições, as mais fortes e as mais formais, das resistências manifestadas pelos vossos Irmãos e Irmãs recusando largar o Efêmero - virá vos anunciar. Daqui até lá, contentem-se de levar a vossa vida, de aligeirar o que deve sê-lo, e em particular ao nível da vossa cabeça, ao nível do vosso mental, ao nível dos vossos raciocínios, ao nível do vosso intelecto.
Eu vos repito que vocês não têm nenhum meio intelectual, nenhum meio mental, para compreender e apreender o que vem, de outra forma senão vivendo-o pela experiência desse corpo, dessa carne e da vossa vida. Para isso, como vos disse uma das Estrelas, vão para a natureza.
A partir do instante em que alguns dos vossos sonhos, ou a partir do instante em que MARIA vos tiver chamado, individualmente ou coletivamente, assegurem de seguir o que vos dizem os vossos sonhos, o que vos diz MARIA ou o que vos dizem os seres espirituais das Dimensões Unificadas, que se manifestam no vosso Canal Mariano, à vossa esquerda e no alto.
Eu quero com isto dizer, a partir do instante em que vocês percebam uma Presença no alto e à vossa esquerda, na vossa bochecha esquerda e sobre o vosso ombro esquerdo, será preciso prestarem atenção no sentido do que vocês escutarem, no sentido do que vocês perceberem, no sentido do que vocês virem. Vos será conveniente, então, se conformarem, na totalidade, com as informações individuais que vos serão entregues. Isso será, para vocês, a melhor das preparações para o Fogo Celeste. Não há outra.
Assim, portanto, eis os elementos formais que, enquanto Príncipe e Regente das Milícias Celestes, enquanto Logos Solar, CRISTO/ MIGUEL, me foram dados a vos entregar.Não tenho nada a acrescentar ao que acabo de exprimir, senão vos propor viver um momento de Comunhão.
Eu voltarei, quanto a mim, a exprimir-me, muito precisamente, uma semana antes do dia em que a Terra decidiu festejar o meu dia. Nesse momento, e vocês o terão constatado por si mesmos, a totalidade do determinado terá mudado.
Vivamos um momento de Comunhão e eu marco, portanto, um encontro formal a fim de que nós vivamos uma Comunhão, onde quer que vocês estejam nesta Terra, a 22 de setembro às 22 horas (hora francesa) - [17 horas – hora de Brasília; 21 horas – hora de Lisboa]. Esse momento será silencioso, não apelará a nenhum comentário, nem a nenhuma palavra da minha parte. Isso será um momento privilegiado de comunhão comum para a Humanidade, assim como para cada um de vocês, com a minha Presença.
E neste instante, vivamos uma Comunhão no seio do Amor.
Eu sou MIGUEL, Príncipe e Regente das Milícias Celestes.
No Amor e pelo Amor, na Liberdade e pela Liberdade, comunguemos.
... Compartilhamento do Dom da Graça …
Vão em Paz, porque vocês são a Paz.
Até breve.
Criação e cortesia da tradutora Josiane de Oliveira

Mensagem de MIGUEL no site francês:http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=151018 de agosto de 2012(Publicado em 19 de agosto de 2012)Tradução para o português: Cris Marques e António Teixeirahttp://minhamestria.blogspot.com

UM AMIGO - 18-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS


UM AMIGO - 18-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS


Eu sou UM AMIGO.
De meu Coração a seu Coração, a Paz e a Alegria.
Irmãos e Irmãs em humanidade, encarnados, eis já alguns anos que eu lhes transmiti certo número de elementos, correspondentes aos Yogas. Essas práticas diversas levaram-lhes, talvez, a verificar por si mesmos a instalação de novas Vibrações, de novas percepções, traduzindo-se por um alargamento da sua Consciência. Levando-os a viver, talvez, o Si ou a Infinita Presença.
Hoje, eu gostaria de re-especificar e trocar com vocês certo número de elementos desses Yogas, que lhes permitirão, talvez, se aproximar deste Último Abandono, permitindo-lhes facilitar em vocês a Tranquilidade, da qual eu já falei há alguns meses.
Com efeito, estando encarnado, e estando submisso a certo número de elementos ambientais modificando-se de modo abrupto, todo ser humano vai procurar alcançar um equilíbrio novo; o qual acarreta um deslocamento, tanto da consciência quanto das energias.
É totalmente possível, graças ao aporte das diferentes manifestações do Yoga que eu lhes dei, de facilitar o fato de permanecer Tranquilo. (ndr: ver as intervenções de UM AMIGO de 12 de abril (Yoga da Eternidade), de 07 de maio (Integração da Passagens eu/Si/Presença/Absoluto), de 06 de junho (paz/Paz do Coração/Paz do Absoluto) e de 02 de julho de 2012 (estar Tranquilo), na seção “essenciais”, bem como o protocolo “Yoga da Eternidade: Integração de Passagens” – seção “protocolos a praticar”).
Assim como isto foi expresso, o Yoga nunca lhes permitirá viver a Absoluta Presença, qualquer que seja o yoga; quer sejam os que eu lhes transmiti, ou ainda os que foram transmitidos na história milenar da Índia.
Entretanto, e durante este período, vocês devem conceber este corpo, qualquer que seja a denominação que vocês lhes deem (que vocês o considerem como um Templo ou, simplesmente, como um saco de comida); é importante compreender que é neste nível que se realiza a Transformação Última: ele é parte integrante, seja qual for seu Destino, da Transformação (ou não) da sua consciência.
Este corpo é, pois, um ressonador. Um ressonador que pode facilitar, em vocês, a Tranquilidade e a Paz, propício a viver o que é para viver. Não irei, pois, passar em revista o conjunto dos elementos que lhes dei, mas simplesmente re-especificar certos exercícios (permanecendo o mais amplo possível), que podem lhes permitir obter esta Tranquilidade. Eu não falarei da respiração (seja ela do Coração ou celular), porém eu lhes falarei, sobretudo, das ferramentas mais importantes existentes no corpo, que representam suas mãos e seu Coração.
O fato de colocar suas mãos em locais precisos de seu próprio corpo, onde se situam o que foi nomeado de Portas (e em particular, as Portas que se situam no nível da altura torácica), vai permitir-lhes, colocando aí suas mãos, realizar um deslocamento da energia, um deslocamento da Consciência; permitindo obter este novo equilíbrio, permitindo-lhes ajustar-se o máximo possível ao que se desenrola sobre a Terra.Link
Permitindo-lhes, portanto, facilitar o estabelecimento da Paz e da Tranquilidade. Eu os recordo que no nível do peito existem certo número de Portas que lhes são acessíveis. Estas são, essencialmente, as Portas ATRAÇÃO eVISÃO, as Portas AL e UNIDADE, bem como a Porta KI-RIS-TI (ndr: ver figuras abaixo).
Assim pois, e retomando por aí mesmo o que eu pude lhes dar há algum tempo (ndr: sua intervenção de 07 de maio de 2012), colocando suas mãos, e tentando por si mesmos colocá-las, no nível destas Portas, duas a duas, vocês poderão verificar, instantaneamente (e quando eu digo instantaneamente, isto é extremamente rápido), que o fato de colocar suas mãos sobre as Portas permite mobilizar, em vocês, o que vocês chamam e que nós chamamos também: os chacras. Permite, também, favorecer a integração do que eu já dei, chamado Passagens.
Então, colocando suas mãos em diferentes locais, sobre essas diferentes Portas, vocês poderão constatar, muito rapidamente, por si mesmos, um trabalho de Reunificação, um trabalho sobre sua Consciência, sobre sua respiração, que se faz por si mesma e que vai, pois, deslocar o equilíbrio da sua Consciência, permitindo-lhe instalar-se na Paz e na Tranquilidade. Cabe a vocês, pois, testar, por si mesmos, os diferentes lugares das Portas, colocando suas palmas das mãos.
Eu os recordo também que, e lá se vão quase dois anos, eu lhes comuniquei um conjunto de gestos, e em particular um gesto que consiste em colocar os polegares sobre o que foi chamado o 10º Corpo, os indicadores sobre o que foi chamado o 11º Corpo e os médios sobre o 12º Corpo.
Isto lhes permitirá, colocando suas mãos desse modo, de reequilibrar os três novos centros de energia, situados acima do peito, e de favorecer, por isso mesmo, a circulação da Consciência no seio da Lemniscata Sagrada. Preparando, desse modo, seu Veículo Interdimensional para sua funcionalidade mais importante.
Assim, então, tentem por si mesmos colocar em prática, e vejam quais são os efeitos obtidos (ndr: ver na seção “protocolos a praticar”, o protocolo intitulado “Yoga Celeste: Integração da nova Tri-Unidade” publicada em 22 de agosto de 2010).
Vocês decidem, e somente vocês mesmos que devem, pela experiência, constatar os efeitos destes diferentes Yogas, nessas partes, a fim de verificar o estabelecimento da Paz. Será melhor praticá-lo, se possível, não nos momentos mais adequados segundo vocês (ou seja, meditações ou Alinhamentos), mas sim pensar nestes gestos, nestes movimentos nos momentos em que vocês estão a ponto de ficar desestabilizados pelo estabelecimento de um novo equilíbrio entre o interior e o exterior; visando colocar sua Consciência na Infinita Presença, ou no Absoluto.
Se existem em vocês, interrogações concernentes a esses diferentes Yogas, nós vamos, se quiserem, considerá-los juntos. Compreendam bem que o corpo é o ressonador que vai lhes permitir modificar sua Consciência, estabelecê-la no seio de novas expansões, de novos estados.
O conjunto das percepções (ligadas às Coroas Radiantes, ligadas aos Novos Corpos, ligadas também ao que pode se produzir, independentemente do peito e da cabeça, nas partes periféricas de seu ser: membros superiores e membros inferiores) participa também no desdobramento da Onda da Vida, do Manto Azul da Graça, bem como do Canal Mariano.
Se eu puder, então, ser-lhes de alguma utilidade, em relação a suas interrogações, me agrada interagir com vocês e lhes trazer o que é necessário. Desse modo, pois, eu os escuto.
Questão: Você evocou, há pouco quando falava, o Ponto KI-RIS-TI. Como você o situa nestes exercícios?Parece-me extremamente difícil colocar uma palma da mão sobre esta zona ou sobre esta Porta. Entretanto, vocês podem, simplesmente, levar lá sua consciência, colocando suas palmas das mãos em outro lugar. Vocês podem, também, colocar o cristal que lhes foi informado, correspondente a esta Porta. (ndr: o cristal correspondente à Porta KI-RIS-TI é o Cristal Fonte (dito “Lemuriano”).
Os cristais correspondentes ao conjunto das Portas, e sua colocação, são indicados no protocolo “Reconstrução do Corpo de Ressurreição (ou Estado de Ser)” publicado em julho de 2011).
Nós não temos mais questões. Nós lhe agradecemos.
Irmãos e Irmãs encarnadas, eu vejo, pois, que minhas poucas palavras foram perfeitamente assimiladas.
Eu só posso encorajá-los, e em particular, eu repito, nos momentos em que lhes parece não estar em Paz, de utilizar os diferentes Yogas que eu lhes dei.
Estes aqui lhes permitirão constatar, por si mesmos, uma eficácia ainda mais evidente dos elementos que são mobilizados em vocês (e que se tornarão mais e mais móveis) que permitirão uma eficácia bem mais importante que a que existiu até o momento nos yogas bem anteriores aos meus (quer sejam os siddha yogas, quer seja os mudras, quer sejam outras técnicas).
Vocês constatarão por si mesmos a eficácia do efeito direto sobre a sua Consciência.Eu só posso encorajá-los a experimentar. Eu só posso encorajá-los a testar e a verificar por si próprios. O fato de permanecer Tranquilo, e de nada fazer, é totalmente realizável desse modo. Porque, praticando-o assim, vocês vão, literalmente, desviar sua consciência da atividade mental, da atividade da razão e da atividade das próprias emoções.
Disso resultará, então, uma pacificação do mental, uma pacificação do emocional, bem como uma ressonância do que deve se produzir quanto à Passagem da última Porta, ou ainda, quanto ao aparecimento e subida da Onda da Vida, assim como a ativação da Lemniscata Sagrada, ou ainda, do Canal Mariano. Concorrendo, tudo junto, para colocar em movimento sua Merkabah Interdimensional individual.
Vocês constatarão por si mesmos, aliás, que além dos Yogas, os momentos de elevação da Consciência (para a Infinita Presença, ou o estabelecimento da não-consciência do Absoluto) se realizam cada vez mais facilmente, tanto na abordagem quanto na realização, pela cessação da atividade mental e emocional. Esta, realizando-se pelos Yogas particulares ou a utilização de certos cristais correspondentes a estas Portas.
Os efeitos serão muito rápidos. Eu os lembro que isto deve ser realizado sobretudo nos momentos em que, justamente, vocês perderam sua Paz, nos momentos em que se lhes parecem estar agitados, emocionalmente, mentalmente, ou ainda no nível do corpo.
Vocês constatarão, aliás, que quando por ocasião da movimentação dos elementos em vocês e em particular nas zonas periféricas desse corpo (ou seja, os membros superiores e os membros inferiores), que a implementação desta postura (com estas diferentes posições, com estes diferentes gestos) lhes permitirá, de maneira rápida e concludente, de instalarem-se nesta Tranquilidade e nesta Paz. O resto se desenvolverá por si.
Eu lhes proponho, pois, visto a brevidade de seu tempo de questões, de estabelecer-nos juntos nessa Comunhão de Coração a Coração, nessa Paz. Para isso, queiram, se desejarem, fechar seus olhos, descruzar seus braços e pernas. Sem nada fazer, sem yoga, simplesmente deixando agir o que deve se instalar em nossa Comunhão.
Eu lhes agradeço por sua atenção, eu lhes agradeço por sua Presença. Vivamos isso.
...Compartilhamento do Dom da Graça...
Eu terminarei minha intervenção reforçando, de qualquer modo, o que foi dito pela EstrelaMA ANANDA MOYI (ndr: ver sua intervenção do mesmo dia em 18 de agosto de 2012): o Amor está no Instante Presente, na Paz e na Tranquilidade.
É procurando este Reino dos Céus, que está dentro de vocês, que a Liberação se produz, e em nenhuma outra parte. De meu Coração ao Coração de vocês.
...Compartilhamento do Dom da Graça...
Até logo.
_______________________________NDR: Resumo dos protocolos citados acima
AS PORTAS ATRAÇÃO, VISÃO, AL e UNIDADE
• Colocar as mão planas sobre as PortasVISÃO: Chacra do fígado – cinco dedos sob o seio direitoATRAÇÃO: Chacra do baço – cinco dedos sob o seio esquerdo (a posição simétrica ao chacra do fígado convém totalmente aqui, pois o chacra do baço é elíptico)

• Colocar as mãos planas sobre as PortasAL: Chacra do enraizamento da alma – do lado direito do peito, cinco dedos acima do mamilo, no nível do 2º espaço intercostal.UNIDADE: Chacra do enraizamento do Espírito – do lado esquerdo do peito, cinco dedos acima do mamilo, no nível do 2º espaço intercostal.

A PORTA KI-RIS-TI
KI-RIS-TI DAS COSTAS: Entre as omoplatas, a meia altura (sob a 5ª vértebra dorsal). Raiz do Chacra do Coração.

A RESSONÂNCIA DOS 10º, 11º E 12º CORPOS
• Os dois polegares, juntos, são colocados sobre o 10º corpo (a meia distância entre o pomo de Adão e a ponta do queixo).• Os dois indicadores, juntos, são colocados sobre o 11º corpo (sulco nasogeniano, logo abaixo do nariz).• Os dois médios, juntos, são colocados sobre o 12º corpo (acima da bola da ponta do nariz).• Os braços são “colados” contra o tronco.• Os punhos juntos se apóiam contra o 9º corpo (saliência do esterno).• Os anulares e mínimos não tocam nenhuma parte do corpo, mas ficam juntos igualmente.• A cabeça está ligeiramente inclinada.• Em posição sentada ou em pé.• A frequência e a duração dependem do que convém a cada um.
Posição vista de perfil
Mesma posição, vista de frente.

Mensagem de UM AMIGO no site francês:http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=156218 de agosto de 2012(publicado em 20 de julho de 2012)Tradução para o português: Dionéia Lageshttp://minhamestria.blogspot.com

SEJA BEM VINDO AO NAMASTÊ



OLÁ PESSOAL!!

ESPERO QUE VOCÊS ENCONTREM OS ASSUNTOS QUE PROCURAM E POSSAM AJUDÁ-LOS DE ALGUMA MANEIRA, POIS ESSE SITE FOI FEITO PARA TODOS NÓS ,QUE BUSCAMOS CONHECIMENTOS E SABEDORIA PARA PODERMOS ESTARMOS EM SINTONIA COM A NOVA ERA !
BOM DIVERTIMENTO À TODOS!!

NAMASTÊ

Only Message Esoteric Here!!

DEARS BROTHERS AND SISTERS!! Each day come and take a few minutes of your attention and emanation of light to Gaia and so we have a stream of people pouring love and light to all mankind and Gaia! Only write in this box and know that every brother participates and the number of people sending their energy for our beloved planet! Kisses in the heart of each brother, lightworker! OR COMMENTS OF POSTS HERE! NAMASTE-NOVAERA

TESTE PSICOLÓGICO JAPONÊS

IMPRESSIONANTE TESTE PSICOLÓGICO JAPONÊS. Clique aqui: http://www.ociocriativo.com.br/trivias/pub/teste1.htm http://www.ociocriativo.com.br/trivias/pub/teste1.htm

PARTICIPE DESSE MOMENTO DE ORAÇÃO

PARTICIPE DESSE MOMENTO DE ORAÇÃO

Like -FACEBOOK

AMADA MARIA E JESUS CRISTO

Ocorreu um erro neste gadget